Interlocutores Regionais de Turismo participam de encontro na Secretaria Estadual com visita técnica ao Centro Histórico de São Paulo…

A Secretaria Estadual de Turismo promoveu durante dois dias, terça e quarta-feira, 26 e 27/11, o 3º Encontro de Interlocutores Regionais do PRT – Programa de Regionalização do Turismo, com a participação de representantes de 20 das 49 regiões turísticas paulistas. Os participantes desta capacitação tiveram como roteiro no primeiro dia, palestras de profissionais da SETUR e dinâmica de grupo e, no segundo, fizeram uma visita técnica pelo chamado Triângulo SP, acompanhados por técnicos da SPTuris (Prefeitura de São Paulo), além de assistirem a palestras do Secretário de Turismo da capital, Orlando Faria, e do Secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, no encerramento do encontro.
Na abertura dos trabalhos, na terça-feira, o coordenador de Turismo do Estado de São Paulo, Rodrigo Ramos, deu as boas-vindas aos interlocutores regionais e enfatizou a importância do evento. Na sequência, palestraram a interlocutora estadual pelo PRT, Ana Carolina de Souza (sobre regionalização), a gestora de Feiras e Eventos da Secretaria, Ana Cristina Clemente (sobre a presença internacional do Estado de São Paulo como destino turístico), o Assessor Técnico de Gabinete, Vanilson Fickert (sobre o ranqueamento das cidades estância e MITs – municípios de interesse turístico), o Gestor de Marketing Digital, Tiago Tomazzella (sobre marketing, internet e o mundo digitalizado), o Gestor de Captação de Investimentos, Eduardo Madeira (sobre linhas de financiamento de crédito turístico) e o Gestor de Promoção da SETUR, Luiz Salles (sobre branding de regiões turísticas, países e cidades). Todos as palestras abriram espaço para as dúvidas dos interlocutores presentes. A interlocutora convidada, Deise Bezerra, do Paraná, palestrou sobre regionalização. Em seguida, foi aplicado aos interlocutores um divertido e interessante workshop em forma de dinâmica de grupo ministrado pelo Gestor de Economia da SETUR, Gustavo Grisa, onde os participantes puderam tecer e elencar sugestões de soluções práticas de políticas públicas voltadas ao setor para a Secretaria estadual de Turismo de São Paulo. Na quarta-feira, pela manhã, os interlocutores participaram de uma visita técnica ao Centro Histórico de São Paulo, mais especificamente no chamado Triângulo SP. Entre os locais visitados pelos participantes, estão a praça Antônio Prado, o terraço do Edifício Martinelli, além do Largo do Café, os saguões de entrada do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), do Banco de São Paulo (da família Prado) e do Edifício Matarazzo (Prefeitura Municipal de São Paulo). Três palestras finalizaram o último dia dos trabalhos: o Secretário Municipal de Turismo de São Paulo, Orlando Faria, explicou mais detalhadamente sobre as questões do Triângulo SP para estender noite adentro a presença do turista no Centro de São Paulo. A interlocutora Fernanda de Albuquerque, da Prefeitura da capital, falou sobre o Polo de Ecoturismo na Zona Sul de São Paulo. Já o Secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, teceu um panorama da capital paulista dentro do contexto do Estado e do País, falando da importância da História das cidades para o embasamento das ações turísticas. “Qual é o sentido de um povo sem o seu sentido histórico? Uma cidade sem Cultura não é mais do que um amontoado de gente, porque não tem consciência, não tem memória. Mas nós temos um sentido, não somos um amontoado de gente. As cidades todas têm sua memória, sua História. Sem esses ingredientes, um povo não evolui”, pontuou Lummertz. O Encontro de Interlocutores é bianual e sempre acontece nos meses de junho e novembro na sede da Secretaria de Turismo do Estado.

Deixe um comentário